quinta-feira, 17 de abril de 2014

Nossas rachaduras...


 Eu vejo meus defeitos como rachaduras, pois quando encontramos uma rachadura na parede tentamos esconde-la, para que assim ninguém ache, ou talvez perceba. Eu admito que não gosto de certos defeitos meus, mas o que posso fazer, tento mudá-los, ou simplesmente os escondo para que ninguém veja, não quero que as pessoas vejam as minhas rachaduras, pois são tão extensas e horríveis, mas eu sei que essas rachaduras fazem parte de mim, e são o que sou. Aliás não dizem nesse mundo que "ninguém é perfeito", então é isso, de uma certa forma devemos aceitar nossos defeitos, fazem parte da nossa vida, por mais que eu sinta vergonha de tê-los, eu sei que não posso jogá-los fora, todos temos defeitos, devemos deixar que as pessoas vejam isso, pois desse modo elas nos entenderão por completo, saberão classificar nossas qualidades e os nossos defeitos.
 Não importa de que forma está as nossas rachaduras, tortas, longas, feias, o importante é lembrar que o mundo não é perfeito, ninguém é perfeito, temos as nossas falhas, as nossas fraquezas, e certamente os nossos defeitos.

(Carina Cayres)

Nenhum comentário:

Postar um comentário